home Direito e cidadania, Economia, Policia, Política #OperaçãoPortugal – A fraude da Exergia Portugal na Exergia Brasil do sobrinho de Lula

#OperaçãoPortugal – A fraude da Exergia Portugal na Exergia Brasil do sobrinho de Lula

Já mostramos que em  novembro de 2008 Taiguara o sobrinho de Lula teria fechado o negocio com Joao Pinto Germano ligado ao PS de José Sócrates para a abertura Exergia Brasil com intermediação do Chefe do Tribunal de Contas de Angola, Helder Beji.

Agora vamos a abertura da Exergia no Brasil.

04 de fevereiro de 2009 foi registrada na junta comercial de São Paulo-Jucesp o contrato social da Exergia Brasil Projetos de Engenharia Ltda , tendo como sócios ExergiaProjectos de Engenharia, S.A do português João Manuel Machado Pinto Germano e Taiguara Rodrigues dos Santos o sobrinho do Lula. 

Exergia BR 1
Clique para ampliar a imagem

O capital da Exergia a época foi registrado em R$ 10 (dez mil reais) R$ 5.100,00 da Exergia de Portugal e R$ 4.900,00 de Taiguara. Porém em consulta pública ao Banco Central não encontra entrada de  dinheiro por parte da Exergia de Portugal. Sendo uma operação fraudulenta esse capital inicial desde o inicio, eis que o capital consta como integralizado na data.

Exergia BR 2
Clique para ampliar a imagem

Em 2009 o Capital da Exergia em Portugal era  de 50 mil euros, conforme sua última alteração de 2006.

Exergia PT 1
Clique para ampliar

Em 27 de abril de 2010 a Exergia Portugal aumentou seu capital social para 200 mil euros. A cotação do Euro no Brasil era de R$ 2,33 em abril em 2010. Então somente em 2010 que a Exergia Portugal aumentou seu capital para míseros R$ 466 mil rais, antes disso era de míseros R$ 116 mil reais. Derrubando a tese do sobrinho de Lula que a Exergia Portugal tinha capacidade financeira a época de assumir obras da Odebrecht em Angola.

Exergia PT 2
Clique para ampliar

Em 25 de Agosto de 2011, a Exergia Brasil aumentou seu capital social para R$ 1,5 milhões, também em  consulta pública ao Banco Central não encontra entrada de  dinheiro por parte da Exergia de Portugal, o que não estranharia até porque o Capital Social na Exergia em Portugal sequer chegava a R$ 500 mil. Segundo o contrato teriam integrado o capital na data de 25 de agosto de 2011 na data da assinatura da alteração contratural, afirmam que a Exergia de Portugal teria depositado R$ 765 mil reais e Taiguara teria depositado R$ 735 mil rais.

Exergia BR 2a 1
Clique para ampliar

Ficando claro a operação fraudulenta, pois nenhum dos dois integralizou capital, segundo documentos de Portugal a Exergia sequer tinha capital para integralizar no Brasil.  Em depoimento a CPI do BNDES Taiguara afirmou que não integralizou o Capital, que não tinha dinheiro a época, a Exergia Portugal também não tinha. Com capital de 50 mil euros a época do inicio do acerto para as obras do BNDES-Odebrecht em Angola sequer tinha capacidade para tocar alguma obra.

Se José Pinto Germano o advogado socialista do Professor Aloprado de José Sócrates mandou dinheiro para a Exergia Brasil, como mandou?

Por que o Taiguara tão ligado a Lulinha (Fabio Luis Lula da Silva) segundo ele, não registrou empregados na Exergia Brasil?

A Odebrecht repassou a Exergia Brasil mesmo as obras sendo executadas pela Exergia de Portugal?

Helder Beji e Pedro Barros funcionários do Governo de Angola receberam algum valor para essa intermediação? Helder Beji era sócio da Exergia como afirmou Joao Germano?

Alguma das outras Offshore’s de Joao Pinto Germano foram usadas, para enviar dinheiro da Odebrecht para a Exergia Brasil do sobrinho do Lula?

Por que as meninas do Janot ainda não pediram buscas nas empresas do sobrinho de Lula?

 

One thought on “#OperaçãoPortugal – A fraude da Exergia Portugal na Exergia Brasil do sobrinho de Lula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *