home Direito e cidadania, Eleicoes, Policia, Política, Uncategorized A cobertura de Lula em São Bernardo e o Sitio Aeroportuário do CostaMarques do Bumlai e do #BoiGrande – Lava Jato

A cobertura de Lula em São Bernardo e o Sitio Aeroportuário do CostaMarques do Bumlai e do #BoiGrande – Lava Jato

A nova cobertura de Lula em São Bernardo, liga José Dirceu, a COMAPI, o Boi Grande apelido dado por empreiteiros do Petrolao para o Grupo Bertin e Grupo JBS-Friboi,Bumlai, Glaucos CostaMarques, da Fazenda Sete Paus e a desapropriação da área para o Aeroporto de Campo Grande.

02022014075844

O Estado revelou que o imóvel (cobertura) pertence a um primo de José Carlos Bumlai, amigo de Lula e atualmente preso sob a acusação de forjar empréstimos e repassar dinheiro para o PT é usado por Lula e familia.

Também informou que a Força-tarefa vai apurar se primo de Bumlai é de fato dono de imóvel alugado por Lula, a segunda cobertura usada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mesmo prédio onde o petista mora em São Bernardo do Campo (SP).

Os investigadores querem saber se o aposentado Glaucos da Costamarques, primo de Bumlai, é, de fato, o proprietário da cobertura. Lula é suspeito de esconder bens e receber vantagens de empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobrás. Para a Lava Jato, ele seria o verdadeiro dono de um sítio em Atibaia, registrado em nome de dois empresários sócios de seu filho, e de um tríplex no Guarujá que, oficialmente, é da OAS.

A Força Tarefa da Operação Lavajato no MPF, já vinha investigando empresa COMAPI AGROPECUÁRIA S.A. é diretamente ligada ao GRUPO BERTIN, da JBS-Friboi e José Carlos Costa Marques Bumlai, na operação justificaram que os pagamentos a empresa JD ASSESSORIA E CONSULTORIA LTDA, pertencente a JOSÉ DIRCEU e utilizada por este para o recebimento de pagamentos com recursos espúrios. Em síntese, alegou-se que JOSE DIRCEU prestou serviços a empresa, mas, devido a relação profissional entre seus dirigentes, não foi formalizado qualquer contrato:

Porém a cobertura de Lula em São Bernardo tem uma pimenta a mais, em 2009 Lula autorizou através de um acordo da Infraero para desapropriar áreas da COMAPI, de Bumlai e de Glaucos Costamarques para ampliação do Aeroporto de Campo Grande, com governos municipais, desapropriassem uma área ao lado do aeroporto.

Em 2010 iniciou-se o processo de desapropriação

” D E C R E T A:

Art. 1º Fica declarada de utilidade pública, para fins de desapropriação, pela via administrativa ou judicial, a área de terra localizada no Município de Campo Grande, cuja propriedade dominial encontra-se registrada em nome de COMAPI AGROPECUÁRIA LTDA ou na posse de quem de direito, destinada à ampliação do Aeroporto Internacional de Campo Grande, com área de 62 ha 6.013,1668 m , Gleba B, resultante do desmembramento da área de 75 ha e 6.014,00 m da Fazenda Sete Paus, denominada Fazenda Mariquita, matriculada sob o n. 71.755, no Cartório de Registro de Imóveis da 2ª Circunscrição desta Comarca.

http://www.jusbrasil.com.br/diarios/5713532/pg-7-diario-oficial-do-estado-do-mato-grosso-do-sul-doems-de-25-01-2010

Também em 2010 ultimo ano do governo Lula foi desapropriado outra área, porém essa mais ligada a Bumlai e Glaucos Costa Marques.

DECRETO E No 14, DE 22 DE JANEIRO DE 2010.

Art. 1o Fica declarada de utilidade publica, para fins de desapropriacao, pela via administrativa ou judicial, a area de terra localizada no Municipio de Campo Grande, cuja propriedade dominial encontra-se registrada em nome de Glaucos da Costamarques, casado com Regina Marta Bruno Costamarques, ou na posse de quem de direito, destinada a ampliacao do Aeroporto Internacional de Campo Grande, com área de 75 ha 1.434,20 m2, desmembrada da Fazenda Sete Paus, denominada Area R1, matriculada sob o n. 28.534, no Cartorio de Registro de Imoveis da 2a Circunscricao desta
Comarca.

….

A parte da Fazenda Sete Paus de propriedade de Glaucos da Costamarques; e Oeste, entre os marcos 1, 2 e 3, com a Fazenda Rancho Alegre, de propriedade de Jose Carlos Costa Marques Bumlai, conforme documentacao constante do processo administrativo.

http://www.radaroficial.com.br/d/7513995

O NEGOCIO FECHADO

Coincidência ou não, o negocio das desapropriação das áreas de Glaucos Costamarques, da COMAPI, finalizou-se em 2011, isso já no Governo Dilma Rousseff

Autorizada desapropriação de 40 hectares para ampliação do Aeroporto

Convênio assinado pelo Estado, Município e Infraero prevê a desapropriação e entrega à União de 1.381 hectares para obras

http://www.campograndenews.com.br/cidades/autorizada-desapropriacao-de-40-hectares-para-ampliacao-do-aeroporto

A operação Lava Jato, tem muito ainda para aprofundar na relação promiscua entre o #Boigrande, entre o Jararaca. Pois além de Lula é impossível não investigar Dilma Rousseff, até porque ela concluiu vários negócios com indícios claros de crimes que vinham de Lula e a exemplo da REPAR no Paraná, não interrompeu o crime, mesmo tendo conhecimento do superfaturamento.

Alias fica a pergunta Dilma Rousseff tinha conhecimento sobre a Cobertura do beneficiado pela desapropriação da área para o Aerporto de Campo Grande? Pois ela visita Lula quase toda semana.

Lula e Dilma na cobertura do CostaMarques em São Bernardo. Foto André Penner/AP
Lula e Dilma na cobertura do CostaMarques em São Bernardo. Foto André Penner/AP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *